Sábado, 23 de Junho de 2007

======ADEUS======

Adeus! Adeus! Partir. . . eis o destino!

Para dizer adeus ao mundo vim.

Um adeus me persegue de menino;

anda na minha sombra, vive em mim.

Adeus! O avião foge. O sol desmaiou

um gesto, um asgar que não aguento

depois, a escura noite que se espraiou

numa noite de grande sentimento.

Longe de mim, teu vulto imaculado,

como esculpido em branda e etérea mágoa

de suave e distante, é jà sagrado,

ante os meus olhos de alma rasos de água . . .

Nos teus campos divagas, a cismar

cantando aquela trágica alegria

de quem sozinho, á noite, no seu lar,

vê sombras, fogo extinto, cinza fria . . .

Eu viverei padecendo . . . a minha dor.

Lembro a imagem vivente do teu rosto.

Sofrer é ser contigo, eterna flor,

que deste vida eterna ao meu desgosto.

E agora viverei de tudo quanto

é mais que tua angélica presença;

Isso que no teu ser é jà meu canto

e em lágrima dívida se condensa.

 


marquesarede às 00:04
| comentar
 

.RECENTES

. VÊ!!!

. QUERER-TE

. DESVANECER

. ANCIEDADES

. AMOR TOTAL

. ESPERANÇAS...

. É COMO SE FOSSE

. JURAMENTO

. JUNTOS

. TOTALMENTE

.RECENTES

. VÊ!!!

. QUERER-TE

. DESVANECER

. ANCIEDADES

. AMOR TOTAL

. ESPERANÇAS...

. É COMO SE FOSSE

. JURAMENTO

. JUNTOS

. TOTALMENTE

.EU