Sábado, 23 de Junho de 2007

" E EU AQUI "

 

Invoco, nos infinitos, a minha presença impossível.

Os infinitos são permanentes.

Lá, onde a beleza reside, deliquescentes azuis, sóis e

mares, são permanência intangível.

Lá.

Ser incluso pormenor naquela bruma,

esboçado apenas como um desenho por acabar.

Ser lá, presente como aqui:

uma como nenhuma

distância entre o meu ser aqui e o meu estar lá.

Ir-me além, naquele cerro a ascender-se.

Ver-me daqui a subi-lo.

Perguntar-me "o que é aquilo" ?

Imperceptiva presença.

Eucaliptos, casas, montes, aguas,

pedras, horizontes, coisas finitas em si.

Outeiros, vales, caminhos, sebes,

rochedos, moinhos . . .

Tudo no Mundo,

e EU AQUI.

 

1980


marquesarede às 01:15
| comentar
 

.RECENTES

. VÊ!!!

. QUERER-TE

. DESVANECER

. ANCIEDADES

. AMOR TOTAL

. ESPERANÇAS...

. É COMO SE FOSSE

. JURAMENTO

. JUNTOS

. TOTALMENTE

.RECENTES

. VÊ!!!

. QUERER-TE

. DESVANECER

. ANCIEDADES

. AMOR TOTAL

. ESPERANÇAS...

. É COMO SE FOSSE

. JURAMENTO

. JUNTOS

. TOTALMENTE

.EU